Saiba quando trocar a correia dentada!

by Mecânica Martins

Equipamento fundamental para o funcionamento do motor de seu veículo, a correia dentada pode trazer grandes prejuízos e dores de cabeça ao proprietário do veículo caso não seja realizada a sua troca no tempo correto, além de poder te deixar com o carro parado no meio da rua ou estrada.

A correia dentada é responsável por coordenar o funcionamento das válvulas em sincronia com o movimento dos pistões do motor, fazendo com que a válvula seja aberta no momento em que o pistão desce e feche quando o pistão sobre, caso a correia se rompa, acontece o famoso atropelamento de válvula, onde o pistão pode colidir com a válvula causando uma possível quebra no cabeçote, pistões ou camisa de pistão fazendo com que o motor pare de funcionar imediatamente, ficando assim o motorista no meio do caminho além é claro de deixar uma conta bem salgada para pagar, se quiser concertar o estrago.

Quando trocar a correia dentada?

Já sabemos o que pode acontecer se não trocarmos a correia dentada, mas quando realizar a troca da correia dentada? O recomendado são 50 mil quilômetros, porém é sempre importante verificarmos o plano de manutenção do veículo no manual do proprietário para sabermos qual a quilometragem correta.

Tensor da correia dentada devo trocar também?

Sim, é sempre recomendável trocar o tensor da correia dentada, ou polia do esticador, junto com a correia, para evitar com que tensor trave, fazendo com que a correia dentada arrebente e aconteça o atropelamento de válvula citado anteriormente.

O tensor da correia dentada é uma peça acessível de 40 a 100 reais dependendo do modelo. Se trocado em conjunto com a correia dentada é provável que seu mecânico nem cobre o serviço a parte.

Mas caso você seja teimoso e mesmo após ler esse artigo faça uma troca de correia dentada e não troque o tensor, saiba que terá de comprar outra correia mais o serviço para a troca novamente caso o tensor apresente problema e se ele resolver travar ai a brincadeira pode ficar cara.

Share this article

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *